portal da computação    ciência da computação     engenharia de computação     pós-graduação webmail
Pós-Graduação em Computação
O PPGC-UFPel atualmente oferece cursos de Mestrado e Doutorado em Ciência da Computação. O Programa conta com 24 pesquisadores doutores, atuando em quatro linhas de pesquisa: Fundamentos de Computação, Processamento Paralelo e Distribuído, Sistemas Digitais e Embarcados e Sistemas Inteligentes.
por Gerson Cavalheiro, 14 dias atrás

Atualizado

 

Abaixo é apresentada a classificação para cotas de bolsa de doutorado pelo Programa. Esta classificação determina a prioridade de alocação, sendo válida para atribuição de cotas de bolsa de doutorado alocadas ao Programa durante o semestre 2019/1. Importante: (1) a bolsa exige dedicação exclusíva; (2) caso haja desistência da parte de um dos candidatos, este deve comunicar imediatamente a Coordenação do Programa para não prejudicar outros candidatos nesta lista.

Os candidatos, caso convocados, deverão preencher o Formulário de Cadastro (ler aba NotasSobrePreenchimento). Importante: é necessário que o bolsista tenha uma conta corrente não conjunta no Banco do Brasil. Após a entrega da documentação o(s) aluno(s) convocados deverão aguardar confirmação da implementação da cota de bolsa.

1. Mário Roberto de Freitas Saldanha: 4,75
2. Alex Bertei: 4,00
3. Jones William Goebel: 3,53
4. Narusci dos Santos Bastos: 3,49
5. Rafael Budim Schvittz: 3,42
6. Robson André Domanski: 3,19
7. Italo Dombrowski Machado: 2,78
8. Gustavo Lameirão de Lima: 2,70
9. Andrei Borges La Rosa: 2,25
10. Diogo João Cardoso: 2,13
11. Rodrigo Nuevo Lellis: 2,07
12. André Desessards Jardim: 2,02
13. Alexsander Vasconcelos Canez: 1,57

Em caso de dúvidas, contactar a secretaria do Programa.

 

por Computação UFPel, 21 dias atrás

Título: Equações lineares com coeficientes intervalares: análise da solução correta em diferentes aritméticas intervalares

Autor: ALICE FONSECA FINGER

Orientação:

  • Aline Loreto, Orientadora (PPGC-UFPel)

Banca Examinadora:

  • Renata Hax Sander Reiser (PPGC-UFPel)
  • Carlos Holbig (UPF)
  • Maria das Graças Santos (Universidade Católica de Pernambuco)

Data: 5 de Abril de 2019

Hora: 09:00

Local: Auditório Acadêmico, 4o Andar, Campus Anglo

Resumo:
Quando se trabalha com números de ponto flutuante o resultado é apenas uma aproximação de um valor real e erros gerados por arredondamentos ou por instabilidade dos algoritmos podem levar a resultados incorretos. Utilizando-se intervalos para representação dos números reais, é possível controlar a propagação desses erros. A aritmética intervalar mais conhecida e utilizada na literatura surgiu em 1966, definida por Moore. Porém, trabalhos recentes mostram diferentes aritméticas intervalares sendo aplicadas no lugar da aritmética de Moore, uma vez que ela apresenta diversas falhas, retornando muitas vezes resultados incorretos, inclusive em equações simples, como no caso das equações lineares. Diante de diversas aritméticas intervalares presentes na literatura, o objetivo principal da tese é analisar as soluções de equações lineares com coeficientes intervalares nas seguintes aritméticas: Moore, Markov, Affine, Constrained Interval Arithmetic e Relative Distance Measure e investigar qual provê uma solução correta para resolver tais equações. As análises das formas genéricas de solução das equações lineares, juntamente com a aplicação de um exemplo numérico demonstram que, para a equação linear A + X = B, somente as aritméticas CIA e RDM retornam solução correta para as duas formas de escrita da equação, já para as demais equações lineares, AX + B = C, AX + BX = C e AX + B = CX + D, as aritméticas de Moore, CIA e RDM proveem solução correta nas duas formas de escrita. Com a finalidade de complementar este resultado, desenvolvemos análise de complexidade de cada solução correta nas aritméticas intervalares de Moore, CIA e RDM para investigar o esforço computacional de computar cada solução, obtendo como resultado para aritmética de Moore, ordem constante de complexidade, e ordem linear para as aritméticas CIA e RDM. Além disso, é importante observar que o problema de calcular a solução correta para equações lineares com coeficientes intervalares é dito tratável ou computável. Após as análises das soluções e complexidade verifica-se que a aritmética de Moore não é muito indicada para obter solução correta. Na busca de soluções corretas para equações lineares com coeficientes intervalares indica-se as aritméticas CIA e RDM por fornecerem soluções corretas em todas as formas de resolução e possuírem complexidade de ordem linear, O(n).

por Computação UFPel, 21 dias atrás

Título: Modelagem Multidimensional de Regressões Lineares para Dados Simbólicos Intervalares

Autor: LUCAS MENDES TORTELLI

Orientação:

  • Aline Loreto, Orientadora (PPGC-UFPel)

Banca Examinadora:

  • Renata Hax Sander Reiser (PPGC-UFPel)
  • Carlos Holbig (UPF)

Data: 4 de Abril de 2019

Hora: 15:30

Local: Sala Pós 2 (FAT), 4o andar do Campus Anglo

Resumo:
O processo de extração de informações de um conjunto de dados tem recebido maior atenção desde o advento da BigData. Com o acúmulo de dados gerados diariamente novas abordagens de representação e processamento são investigadas, visando proporcionar uma previsão ou comportamento de acordo com a análise desses dados. Porém novas formas de representação de dados estão sendo investigadas, objetivando otimizar a quantidade de dados sem que ocorra perda de informação. A aritmética intervalar tem acrescido sua contextualização para atuar não somente na exatidão numérica, mas também na representação de dados com máxima informação mantida. Contudo, os métodos clássicos de análise de regressão não comportam variáveis intervalares, uma vez que estas modificam toda a estrutura de análise. Essa nova área de estudo é denominada de Análise de Dados Simbólicos, no qual seu domínio contém dados multivalorados e métodos adaptados para processar dados representados nesta natureza. Entretanto, os métodos atualmente existentes baseiam-se nos princípios da aritmética intervalar clássica (SIA) que é reconhecida pelas deficiências tanto na representação quanto operação com seus intervalos. Diversas abordagens surgem para corrigir limitações pontuais da SIA, como a RDM-IA. Esta é caracterizada por representar e operar com intervalos adicionando a variável RDM ao sistema, permitindo desta maneira, acessar todos os valores internos do intervalo. Este princípio introduz a ideia de multidimensionalidade ao sistema, uma vez que qualquer valor compreendido nos limites do intervalo é passível de análise e processamento. O objetivo deste trabalho é apresentar uma nova forma de análise de regressão, visando corrigir as falhas existentes, com uso da aritmética RDM e também produzir modelos de regressão mais eficazes com a introdução da multidimensionalidade proporcionada pela variável RDM. Apresentando dessa maneira resultados confiáveis, com alta acurácia e computacionalmente viáveis. Subsequentemente objetiva-se o fornecimento de um pacote de computação científica com os métodos desenvolvidos neste trabalho. Disponibilizando assim um trabalho completo, fornecendo todo o embasamento teórico dos modelos de regressão com dados de natureza intervalar, como também a implementação prática desses métodos.

por Computação UFPel, 21 dias atrás

Título: PyRDMIA: um pacote intervalar para aritmética RDM

Autor: Dirceu Antonio Maraschin Junior

Orientação:

  • Aline Loreto, Orientadora (PPGC-UFPel)

Banca Examinadora:

  • Renata Hax Sander Reiser (PPGC-UFPel)
  • Carlos Holbig (UPF)

Data: 4 de Abril de 2019

Hora: 13:30

Local: Sala Pós 2 (FAT), 4o andar do Campus Anglo

Resumo:
No trabalho com dados numéricos em ambiente computacional, alguns problemas precisam ser enfrentados em consequência da limitação que a máquina tem em representar estes valores. Dado que o computador opera sobre a aritmética de ponto flutuante, quantidades numéricas são aproximadas para números de máquina representáveis, gerando assim erros que podem levar a resultados incorretos. Além disso, as grandezas possuem uma incerteza intrínseca proveniente do equipamento utilizado para determiná-la ou do operador. Isso mostra que não se pode afirmar quanto à exatidão de um valor de resultado gerado após uma sequência de operações. Uma alternativa aos erros gerados pela aritmética de ponto flutuante está na representação de números por meio de intervalos. Podendo ser feito com o uso da aritmética intervalar, a qual proporciona controle automático de erros, além de que resultados intervalares carregam consigo a garantia de sua incerteza. Aplicada em diversas áreas, a aritmética intervalar teve início em 1966 com o que hoje é chamado de aritmética intervalar padrão (SIA, do inglês, Standard Interval Arithmetic) ou clássica, desenvolvida por Moore. Porém, o trabalho com intervalos não é uma tarefa simples e a busca pela solução de falhas e insuficiências de SIA fez com que novas definições para a aritmética intervalar fossem desenvolvidas. A definição mais moderna para o uso de intervalos é a aritmética multidimensional RDM (do inglês, Relative Distance Measure). Com uma abordagem que difere das demais definições para o uso de intervalos como alternativa ao uso de valores pontuais, RDM-IA – Relative Distance Measure – Interval Arithmetic – introduz uma variável como elemento para representar e tratar a incerteza de valores numéricos. Existem poucas aplicações que utilizam RDM-IA onde, para estas, apenas abordagens teóricas foram empregadas. A computação científica tem como um de seus objetivos a construção de soluções técnicas para análise e resolução de problemas científicos, mas para isso se faz necessária uma interface que possibilite a aplicação da solução ao problema de forma genérica. Em vista disso, o presente trabalho mostra a aritmética multidimensional RDM em seu estado da arte no que diz respeito a conceitos e aplicações para, a partir de então, apresentar o desenvolvimento de um pacote intervalar em linguagem de programação Python que contempla essa definição, possibilitando sua aplicação em algoritmos na busca de soluções para problemas envolvendo computação numérica.

 

por Gerson Cavalheiro, 27 dias atrás

Os alunos de Mestrado e Doutorado do PPGC devem reavaliar, com seus orientadores, seus Planos de Estudo semestralmente. A partir deste semestre, o procedimento será eletrônico:

  1.  Com auxílio do Orientador, o aluno deve preencher o Plano de Estudos (acesso requer login na conta @inf).
  2. Enviar o PDF do Plano de Estudos para a Secretaria, com cópia para o Orientador.
  3. Planos de Estudo enviados sem ter o Orientador em cópia serão desconsiderados.
  4. Prazo para envio 2019/1: 8 de abril.

Não precisam enviar o Plano de Estudo os alunos que estejam nas seguintes situações:

  • Aluno de Mestrado com Apresentação da Dissertação agendada;
  • Alunos de Doutorado com Proposta de Tese defendida.

 

por Gerson Cavalheiro, 32 dias atrás
Palestrante: prof. Mairon de Araújo Belchior
Título: Uma abordagem para a detecção e resolução de potenciais conflitos entre normas em sistemas multi-agentes. 
Data: 1/04/2019
Local: sala 316, Campus Porto
Horário: 17h10
Resumo: Normas em sistemas multi-agentes são usadas como um mecanismo para regular o comportamento de agentes autônomos e heterogêneos e para manter a ordem na sociedade de agentes. As normas definem ações que devem ser executadas (obrigações), ações que podem ser executadas (permissões), e ações que não podem ser executas (proibições) por determinada entidade em certa situação. Duas normas estão em conflito quando o cumprimento de uma causa a violação da outra, e vice-versa. Tais conflitos fazem com que o agente obediente às normas fique “paralisado”: não importa o que ele faça (ou deixe de fazer), ele irá violar uma das normas, ou seja, irá provocar a quebra de uma restrição social. Assim, o objetivo deste seminário é apresentar uma abordagem em tempo de design baseada em ontologias OWL e regras SWRL para detectar Potenciais Conflitos Normativos (PCN). PCN são conflitos entre normas que podem acontecer durante a execução dos sistemas multi-agentes, dependendo da ordem de execução dos eventos do sistema. Será também apresentado uma proposta de resolução de PCN com a extensão de um algoritmo de planejamento para obter planos que não produzam ações conflitantes.
por Gerson Cavalheiro, 35 dias atrás

Oferta complementar 2019/1 (PPGC):

Tópicos Especiais em Computação (2 Créditos)
Técnicas de Avaliação em Interfaces de Usuário

Horário: Quintas 8:00-9h40
Primeiro encontro: 21/março
Local: Sala 442
Vagas
: 10

Ementa: A disciplina de “Técnicas de Avaliação em Interfaces de
Usuário” tem por objetivo a investigação de métodos e técnicas em IHC e sua aplicabilidade no planejamento, condução e análise de resultados de testes em interfaces de usuário.

Os interessados nesta disciplina deixem o nome na secretaria, observem que o orientador deve estar de acordo com a matrícula, e podem se dirigir ao primeior encontro. Em caso de a procura exceder o número de vagas, os alunos serão contactados, sendo dada prioridade para alunos da área da disciplina aplicando, em ordem, os seguintes critérios: mais antigos no curso, com maior número de créditos concluídos e, então, com maior coeficiente de desempenho.

por Gerson Cavalheiro, 35 dias atrás

O Coordenador do PPGC, prof. Gerson Cavalheiro, dará as boas vindas aos ingressos em 2019/1 dos cursos de Mestrado e Doutorado. Nesta ocasião, será também apresentado o perfil dos cursos. Alunos antigos são bem vindos!

Horário: 17h10min
Data: 18/março
Local: sala 316

por Gerson Cavalheiro, 40 dias atrás

Exame Nacional para Ingresso na Pós-Graduação em Computação (POSCOMP) é um exame aplicado em todas as regiões do País e em alguns locais da América do Sul. O POSCOMP testa conhecimentos na área de Computação e tem como objetivo  específico avaliar os  candidatos a Programas de Pós-Graduação em Computação oferecidos no Brasil. O PPGC da UFPel, como a grande maioria dos Programas de Pós-Graduação no País utiliza o resultado do POSCOMP em seu processo seletivo. No caso do PPGC/UFPel, a nota do POSCOMP não é obrigatória, mas um candidato antenado em suas possibilidades não pode abrir mão deste quesito avaliativo.

Informe-se sobre o POSCOMP!

As inscrições ao POSCOM ocorrem, usualmente, entre os meses de junho a agosto, sendo que a prova é realizada em um domingo de outubro.

outras notícias recentes
por Gerson Cavalheiro em 11/03/2019
por Gerson Cavalheiro em 08/03/2019
por Gerson Cavalheiro em
por Computação UFPel em 07/03/2019
por Gerson Cavalheiro em 06/03/2019
por Gerson Cavalheiro em 01/03/2019
por Gerson Cavalheiro em 27/02/2019
por Gerson Cavalheiro em 26/02/2019
por Gerson Cavalheiro em 25/02/2019
por Gerson Cavalheiro em 18/02/2019
por Gerson Cavalheiro em 14/02/2019
Não há eventos no momento.
CDTec UFPel